Profissional tem que se especializar em comunicação, diz professora da UnB

Professora nos cursos de Comunicação da Universidade de Brasília, a jornalista Márcia Marques é uma daquelas estudiosas que sempre investe tempo em refletir sobre a teoria e contextualiza-la na prática. Professora no Curso de Jornalismo, todos os semestres ela abre um debate, com os alunos, sobre Comunicação Empresarial.

Em entrevista exclusiva para Larissa Ortale, da Engenho Criatividade e Comunicação, Márcia falou sobre a importância de se especializar em comunicação.

LO – Como pode ser definido o conceito de Comunicação Empresarial?

MM – É um tipo de Comunicação que lida com vários públicos e interesses. Primeiro, há a relação interna, a compreensão do que é a corporação por aqueles que o integram. Depois, o relacionamento da empresa com o exterior, ou seja, tanto a relação de troca de informação, quanto uma visão institucional da empresa com o mercado, tanto de negócios, quanto social. A troca de informação com o publico, mediada com produtos dirigidos (públicos especial) e com a mídia tradicional é fundamental para o bom desempenho da empresa.

LO – Qual é a importância do trabalho de comunicação para as empresas?

MM – A comunicação é importante do ponto de vista institucional, para passar a imagem sincera da empresa e, mais importante, para afirmar seu papel social. A imagem não pode ser falsa porque ninguém vende o que não é.

LO – Como é feita a atuação da Comunicação Empresarial junto às empresas e à mídia?

MM – Tem de haver um profissional que entenda de comunicação e de suas áreas. A comunicação interna, com o funcionário, retroalimenta o funcionamento da empresa, possibilitando um melhor desempenho da organização. Do ponto de vista externo, há de se cultivar o relacionamento com a mídia tradicional (Assessorias de Imprensa) e mídias dirigidas, e saber para onde vão as informações, com possibilidades de se criar novos canais.

LO – Qual é o objetivo da Comunicação Empresarial?

MM – Fortalecer a imagem do cliente, construindo uma relação verdadeira. Não adianta mascarar dados negativos de uma empresa, pois se a imagem é negativa é mais difícil reconstruir, com solidez, o nome da organização.

LO – Quais são as ações desenvolvidas para um bom desempenho da comunicação das empresas?

MM – A sondagem de opinião é um retrato, uma ferramenta que pode funcionar com um termômetro das condições de leitura e opiniões que se tem a respeito de uma empresa. Já a Assessoria de Imprensa serve para profissionalizar a relação entre empresa (cliente) e mídia. Ou seja, todas as ferramentas podem apontar benefícios e malefícios da atuação. Isso depende muito de planejamento, dos objetivos, enfim, da análise conjuntural do processo de comunicação.

LO – As mídias ou empresas que não atuam com ferramentas adequadas causam o mesmo impacto para o publico?

MM – A chance existe, mas é muito menor do que a de uma empresa organizada, com metas. Trabalhar com metas, procurando um bom resultado, é fundamental para a boa relação com o publico.

LO – O que traz mais resultados: a fidelização ou a sedução?

MM – A sedução é esporádica. E para seduzir a cada dia é preciso fidelização, ou seja, uma relação mais permanente e a construção de hábitos. Sem dúvida, a questão mais importante nesse tipo de comunicação é a confiança. Conseguir conquistar a confiança do público é uma ferramenta sólida, que se constrói com metas e não se abala facilmente.

LO – Qual é a importância do Planejamento Estratégico?

MM – Fundamental. Ninguém trabalha sem planejamento porque planejar nos permite trabalhar até com o acaso. Ele é importante no sentido de ter clareza em relação às variáveis do seu trabalho, e perceber que você pode mudar de estratégia, quando há necessidade, e sem naufragar.

LO – Como está o mercado da Comunicação Empresarial?

MM – É um nicho em crescimento. As empresas têm crescido, mas é muito fluido porque o despreparo na área de gerenciamento é muito forte. Ainda se trabalha com muito preconceito. As faculdades preparam para os jornais, onde o mercado é menor. O assessor é visto como inimigo. Mas essa relação está mudando. Hoje, muitos jornalistas saem das redações por sua maior experiência, para traduzir a complexidade de determinado assunto em linguagem para o público comum, principalmente em Brasília, onde o mercado está em expansão.

LO – O profissional de comunicação que atua nessa área empresarial deve se especializar?

MM – Sim, é fundamental. Hoje, vivemos na sociedade do conhecimento. Não basta só saber apertar um parafuso. Tem que saber tudo, mesmo que não vá trabalhar com isso.

LO -E quanto à empresa que ele media?

MM – O jornalista tem que saber de todas as facetas da empresa que ele atende, o que é fruto de vários conhecimento. Envolve relações de trabalho, uso de tecnologia. A multiplicidade de conhecimento é importante. O jornalista é escravo do conhecimento. Portanto, a reciclagem é fundamental. A especialização também.


Márcia Marques, 47 anos, paulista, formada em jornalismo pela Universidade de São Paulo. Dos 25 anos de profissão, trabalhou 17 como repórter dos jornais O Globo, Folha de S.Paulo e Jornal do Brasil, nas cidades de Curitiba, Cuiabá e Brasília. Atualmente é professora de jornalismo da UnB, onde também ocupou as funções de chefe de departamento e de coordenadora de graduação da Faculdade de Comunicação da UnB. Como professora do jornal laboratório Campus, coordenou os trabalhos dos alunos que ganharam os prêmios Ayrton Senna de Jornalismo e Líbero Badaró. Também é diretora técnica da Tudo é Notícia, uma agência de notícias especializada na produção de publicações dirigidas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s